Que Felicidade !!

Que Felicidade !!

Nós poderíamos não existir, nosso Planeta poderia ser tão inóspito quanto os demais. E no entanto aqui estamos, numa Terra borbulhante de vida. Tudo porque o arranjo cosmológico aleatoriamente estabelecido permitiu que na Terra moléculas pré-biológicas se tornassem biológicas e depois evoluíram.

No caos movido por suas próprias forças imanentes, nichos do Cosmos se organizaram; leis físicas se estabeleceram; elementos químicos se formaram; a rotação e translação de nossa Terra, sua inclinação que propiciou as estações, tudo foi essencial: o verão, o outono, o inverno e a primavera, além da providencial presença da água. Nossa distância do Sol, nossa Lua por perto, as estrelas distantes, que coincidência feliz! E a Terra, com sua posição no Sistema Solar e no Cosmos, ficou protegida da radiação mortífera e pouco vulnerável às chuvas de meteoros, graças à nossa protetora camada atmosférica.

Deveríamos festejar todos os dias de nossa vida, por não sermos apenas rochas, gases ou pó. Seres viventes que então nos tornamos, adquirimos consciência e agora podemos pensar, criar, sorrir, amar.

Cada um de nós poderia nem ter nascido; entre milhões de concepções possíveis, fomos nós os afortunados.

Celebremos a vida!

(Assis Utsch, autor de O Garoto Que Queria Ser Deus)

Revelando as Religiões

Revelando as Religiões

     As religiões são apenas superstições mais elaboradas. Mais elaboradas porque ao longo de sua formação seus criadores foram incorporando seus rituais, suas narrativas, primeiro orais, depois escritas, forjaram seus livros, sua doutrina, teologia, sua literatura, etc. As crenças foram perpetuadas através da doutrinação, repetição, usos, costumes e tradições.

     Os livros sagrados de todos os credos são coleções de fábulas, mitologias, contos, lendas e fragmentos de culturas antigas. A prova de que esses livros são mitologias está em seu próprio conteúdo fabulesco. Eram narrativas sujeitas àquela regra: quem conta um conto lhe acrescenta um ponto. Mais as alterações, supressões, adições, reinterpretações e recriações que esses textos foram recebendo. Não houve nenhuma revelação.

     O Deus é um ser da mesma natureza dos deuses, semideuses, divindades, santos, fetiches, xamãs, toténs, etc, etc, e todos são criações humanas. Todos os salvadores, messias, profetas e pregadores são os precursores dos atuais exploradores de nossa credulidade. Ainda assim, afastar de nossas mentes o Deus herdado desde o colo da mãe é uma tarefa impossível para muitos.

     O conceito de espírito ou alma surgiu quando o homem primitivo começou a interpretar o sonho como uma entidade que habitava nosso interior. Surgiu então o animismo, de alma ou espírito, entes imaginários, pois o que temos de imaterial é a nossa consciência, o pensamento, a imaginação, a mente, mas gerados por nossa própria condição biológica.

     A ética (ou a moral) independe de qualquer fundamento teológico, já que ela resulta da própria necessidade da convivência harmônica dos homens. O grande balizador da ética é a regra de ouro – Não fazer aos demais aquilo que não gostaria que lhe fizessem – e que vem desde os escritos antigos e repetida inclusive nos Evangelhos.

A existência do Universo. Quem admite Deus como Primeira Causa de Tudo apenas cessa o pensamento, capitula-se. Pois, se há um Ente sem Causa – Deus – por que o próprio Universo não poderia também existir sem causa? E se não se pode tirar Algo do Nada, uma vez existindo o Algo – o Universo – este está condenado a existir desde sempre – eternamente. Mas se fosse possível existir Algo a partir do Nada, então o Universo poderia também ter surgido desse Nada, e mais uma vez não precisaríamos de um Criador.

     E nós existimos porque o arranjo cosmológico aleatoriamente estabelecido permitiu que na Terra moléculas pré-biológicas se tornassem biológicas, e evoluíram.

     Todo o mundo sobrenatural ou transcendente que imaginamos é resultante de nossos medos, fragilidades, compulsões, nosso autoengano e de nossa inconformidade com a finitude da vida.

Descumprimento de retirada de crucifixos do TJ-RS

Exmº Sr Dr Corregedor do Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Sul/RS

A Liga Humanista Secular do Brasil, associação civil de direito privado sem fins lucrativos, de caráter humanista secular, Porto Alegre/RS, neste ato representada por sua Vice Presidente, Åsa Dalstrom Heuser, vem perante V. EXA. dizer e requerer o que segue:
1. O Conselho da Magistratura do Estado do Rio Grande do Sul, em março de 2012, no processo nº 0139-11/000348-0, determinou a retirada dos crucifixos e outros símbolos religiosos existentes nos espaços destinados ao público nos prédios do Poder Judiciário do Rio Grande do Sul.
2. Ocorre que, contrariando tal decisão, a 4a Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do RS continua a manter crucifixos em suas dependências, conforme fotos abaixo, fato que deve ser coibido, sob pena de desatendimento de decisão judicisal.
Diante do exposto, requer a V. EXA. que seja determinada a retirada dos crucifixos daquele local.

Termos em que,
Pede Deferimento

Liga Humanista Secular do Brasil
Åsa Dalhstrom Heuser

Reproduzimos aqui a notícia do Forum Gaúcho em Defesa das Liberdades Laicas

Descumprimento de Sentença do TJ-RS

Cumprindo tarefa designada pelo Forum Gaúcho em Defesa das Liberdades Laicas do RS (FGDLL), a LiHS – Liga Humanista Secular protocolou hoje na Corregedoria do Tribunal de Justiça do Estado requerimento que visa a imediata retirada de um crucifixo que ainda permanece na Secretraia da 4a. Câmara Criminal em desrespeito à sentença proferida pelo Conselho da Magistratura, em decisão unânime que, há cerca de um ano, determinou a retirada de todos os símbolos religiosos das áreas públicas do TJ-RS.


O pedido foi protocolado depois que o FGDLL recebeu denúncia da violação via e-mail acompanha de fotos que comprovavam a denúncia.

Esperamos a ação diligente da corregedoria e a garantia da decisão história tomada no RS.

Ao mesmo tempo, continuamos trabalhando para que decisões no mesmo sentido sejam tomadas no Executivo e nos Legislativos Municipal e Estadual.

 

 
Cópia digital do documento protocolado neste dia 5 de março:

 

ProtocoloCorregedoria

 

Confira também a decisão (unânime) que determinou a retirada de símbolos religiosos do judiciário do RS:

PROC. Nº 0139-11/000348-0 – PORTO ALEGRE. RETIRADA DE CRUCIFIXOS E SÍMBOLOS DAS DEPENDÊNCIAS DO TJRS. REDE FEMINISTA DE SAÚDE, SOMOS -COMUNICAÇÃO, SAÚDE E SEXUALIDADE, NUANCES -GRUPO PELA LIVRE ORIENTAÇÃO SEXUAL, LIGA BRASILEIRA DE LÉSBICAS (ADV(S) BERNARDO DALL?OLMO DE AMORIM), MARCHA MUNDIAL DE MULHERES, THEMIS – ASSESSORIA JURÍDICA E ESTUDOS DE GÊNERO, INTERESSADOS. DECISÃO: ?ACOLHERAM OPLEITO DE RETIRADA DE CRUCIFIXOS E OUTROS SÍMBOLOS RELIGIOSOS EVENTUALMENTE EXISTENTESNOS ESPAÇOS DESTINADOS AO PÚBLICO NOS PRÉDIOS DO PODER JUDICIÁRIO DO RIO GRANDE DO SUL.UNÂNIME.?

Conselho Jurídico da LiHS

Religião e Hipocrisia

Malafaia , com sua faculdade particular e barata  , acha que pode dar opiniões cientificas , quando não sabe diferenciar coisas básicas como homofobia e homicídio , tenta argumentar que não é homofóbico pelo fato de nunca ter pedido a ninguém que matasse um homossexual , não tem cabimento essa linha de raciocínio e isso só demostra o quanto foi precária e educação desse coitado.
Malafaia é digno de dó não passa de um esquizofrênico que luta por coisas totalmente infundadas. 

Cristãos em geral são  pessoas muito hipócritas , querem uma prova cabal de que a homossexualidade é genética , mas por que?
Porque desestruturando esse pensamento fascista , seria para demonstrar que deus não pode e nunca teria “criado” pessoas dessa forma , querem provas … mas não conseguem se quer provar a existência do deus que acreditam.

Acontece que o ônus da prova da existência de deus , nunca foi nosso , e até que se prove o contrario , esse deus inventado e mesquinho , jamais existiu e não deveria servir para sustentar o ódio e o preconceito.

Resumindo , se a homossexualidade é genética ou não , não importa , ainda que fosse uma escolha , seria uma escolha legítima e DEVE ter a tutela do estado como todas as outras escolhas que fazemos , vivemos em uma democracia não?

Quando digo que Cristãos não passam de hipócritas é porque usam do direito de proteção do estado que criminaliza a discriminação religiosa , e tentam impedir a criminalização da violência contra homossexuais , entre outros grupos hostilizados por eles.
Eles só não querem ganhar DIREITOS , eles querem OMITIR direitos.
Querem ter a liberdade que tem de continuar perseguindo ,de continuar discriminando , de continuar ensinando a desigualdade ….

A religião tem mais respeito do que jamais mereceu. É só isso que tenho a dizer e enquanto existir esses tipos de pessoas vamos viver desordem e retrocesso.